VLC Player 1.0.0 no ReactOS 0.3.10

Lançado no final de semana passada, a nova versão do VLC Player, um multi-tocador de áudio e vídeo em vários formatos, agora é capaz de rodar DVD de alta definição e em full HD, conforme informado no site dos desenvolvedores. Diante do sucesso da instalação da versão 0.8.0 em nosso ultimo teste (leia mais aqui), recomendado na ferramenta de downloads do ReactOS, resolvemos testar se a nova versão do player apresentaria a mesma compatibilidade com o sistema.

Instalação

A instalação em si ocorreu sem problemas, como já tem sido observado em todas as versões do programa testadas pelo blog, mas como em alguns testes anteriores, não foi possível iniciar o VLC, sendo que desta vez o mesmo provocou erro em ambas as maquinas virtuais testadas; no VirtualBox provocou o travamento da mesma gerando mensagem de erro no Windows (sistema hospedeiro do computador de teste) e na VMWare o reinicio automático da maquina virtual.

A instalação do VLC em si, foi bem sucedida.

Continue lendo

Anúncios

Áudio e vídeo no ReactOS 0.3.10

No artigo referente ao lançamento do ReactOS 0.3.10 feito ontem (leia aqui), falamos que os desenvolvedores disponibilizaram um drive de áudio para maquina virtual VirtualBox na ferramenta de downloads disponível no ReactOS. Resolvemos então testar a compatibilidade do ReactOS 0.3.10 tanto para áudio quanto para vídeo emulando o mesmo em maquina VirtualBox e as surpresas foram muito boas, apesar de ainda haverem alguns bugs.

Primeiramente, para poder extrair o driver do arquivo executável e instalar o mesmo na arvore do ReactOS apos baixado da ferramenta de download – o arquivo fica salvo na pasta C:/Downloader, foi necessário usar o prompt de comando para mover o executável para a pasta ReactOS para extrai-lo lá, visto que pelo modo gráfico não foi possível devido a um bug conhecido do ReactOS que não permite mover arquivos entre pastas utilizando o ‘Explorer’ do sistema.

Para mover o arquivo executável com o drive afim de extrai-lo na pasta do ReactOS, foi necessario usar o prompt de comando. Para aqueles que se esqueceram dos comandos e só usar o move nome-do-arquivo nome-do-diretório: move ac97_vbox.exe C:/ReactOS.

Movido o arquivo executável com o drive, foi só extrai-lo e reiniciar o sistema para que fosse solicitado os drivers de áudio apos habilitar a opção de áudio em configurações da máquina virtual VirtualBox. Os drivers foram instalados e reconhecidos corretamente como mostram as imagens abaixo:

O assistente para instalação de dispositivos solicitou o drive de áudio e reconheceu corretamente o driver disponibilizado pelos desenvolvedores do ReactOS.

Continue lendo

Quick Time e Real Player no ReactOS 0.3.6

Para finalizar, por enquanto, a série de testes com players de vídeo no ReactOS, faltava testar a compatibilidade do Quick Time da Apple e do Real Player da Real Networks – no ultimo artigo testei um player alternativo para rodar os arquivos com a extensão RMVB, formato proprietário da Real Networks.

Quick Time

A versão do Quick Time testada foi a 6.0, a ultima antes do programa ser fundido no iTunes, programa que gerencia biblioteca de musica e é necessário para sincronizar o computador ao iPod, player de musica da Apple – tenho esta versão do Quick Time salvo para poder visualizar uns vídeos antigos no formato MOV.

A instalação do Quick Time ocorreu sem problemas e sem exibição de qualquer mensagem de erro, sendo neste aspecto a melhor instalação de player de vídeo que fiz no ReactOS até hoje. Mas apesar do programa inicializar normalmente, não consegui fazer com que o mesmo aceitasse qualquer comando, nenhum dos botões do player respondeu e com tentativas consecutivas o programa causava o desaparecimento do menu principal do ReactOS – algo que as vezes também acontece no Windows quando algum programa não esta executando corretamente. Continue lendo

Video no ReactOS – Parte II

Há mais de uma semana um leitor do blog enviou e-mail comentando do sucesso que obteve em rodar um pequeno vídeo, o clock.avi que vem no Windows XP, no ReactOS utilizando o MPlayer-hq, programa de código fonte aberto e que tem versões para Linux e Windows. Como no teste anterior que fiz com vários players de vídeo não obtive sucesso (leia mais aqui), fiquei meio descrente, mas disposto a realizar um novo teste com outros players não testados anteriormente. Além do MPlayer testei também o Real Alternative, pacote de codecs para rodar filmes com a extensão RMVB e que já vem com o Media Player Classic embutido em seu instalador. Os vídeos usados no teste foram vídeos promocionais pegos na Internet, um com a extensão MPG e outro em RMVB.

MPlayer

O teste com o MPlayer foi feito em varias situações diferentes para tentar reproduzir o teste feito pelo leitor do blog. Primeiro tentei executar o programa no ReactOS 0.3.6, a ultima versão recém lancada, depois na versão 0.3.5 e por ultimo na versão 0.3.6 em maquina virtual VMWare; o leitor fez o teste com o ReactOS 0.3.5 emulado na maquina virtual VirtualBox. Continue lendo

Executando programas portáteis (portable) no ReactOS

Com o aumento da capacidade de armazenamento de dados nos pen-drives e cartões de memoria flash, muitos usuários passaram a utilizar estes dispositivos para poder levar seus arquivos para qualquer lugar, seja para utiliza-los no trabalho ou na faculdade, por exemplo. Sendo os pen-drives mais leves e baratos que um notebook, muito usuários passaram a instalar programas em seus dispositivos de armazenamento. De inicio nem todos os programas funcionavam se fossem instalados diretamente nos pen-drives e a razão para isso era porque muitos programas para Windows gravavam dados no registro do sistema e quando instalados nestes dispositivos só funcionavam no computador que havia sido usado para fazer a instalação. Estas limitações iniciais foram a origem para a criação ou adaptação de diversos programas para Windows chamados de portable (portáteis), que não precisam ser instalados e por conseqüência não gravam dados ou chaves no registro do sistema operacional. Continue lendo

Video no ReactOS?

Apesar de estar esperando o ReactOS ficar mais estável e compatível com os diversos tipos de programas para Windows, motivo pelo qual ainda não realizei nenhum teste com ambientes de desenvolvimento, por exemplo, me antecipei e resolvi testar a compatibilidade do sistema com programas para execução de vídeos. Como disse em alguns artigos passados, o ReactOS ainda não reconhece placa de som, nem som integrado em placa-mães modernas, a maioria hoje em dia. A finalidade deste teste foi apenas checar se seria possível rodar filmes no ReactOS, o que habilitaria o sistema a visualizar pequenos vídeos baixados da Internet. Para este teste selecionei os 3 players de vídeo mais utilizados no Windows, o Windows Media Player, o BSPlayer e o VLC. A vantagem do VLC é que ele já vem com os codecs de vídeo embutidos – no caso do BSPlayer foi usado a instalação do pacote K-Lite Codec Pack que vem com o BSPlayer embutido. Continue lendo