Nova rodada de testes com mensageiros instantaneos no ReactOS

O ultimo teste de compatibilidade de programas tipo mensageiros instantâneos realizados com o ReactOS foi com a versão 0.3.4 (leia mais aqui) sendo que depois deste teste já foram lancadas mais quatro versões do sistema – atualmente na versão 0.3.8 e próximo do lançamento da 0.3.9 agora no inicio de Abril. Este tempo foi suficiente para verificarmos novamente agora como anda a compatibilidade deste tipo de programa com o ReactOS. Como o sistema ainda não reconhece placas de rede, o teste foi feito com a mesma maquina virtual do artigo sobre instalação do ReactOS no VirtualBox. A maquina virtual estava com a rede configurada como NAT (saiba sobre configuracao NAT na Wikipedia), utilizando a configuração da Internet do notebook que utilizo nos testes do blog.

Neste teste foram usados os mensageiros instantâneos mais populares, o Windows Live Messenger na versão 2009, Skype 4.0, ICQ 6.0 em português e GTalk 1.0.0.104, alem de um mensageiro alternativo sugerido por um leitor no ultimo teste, o ‘Emesene’.

Windows Live Messenger 2009

Como já esperado, o Live Messenger 2009 não instalou no ReactOS. A diferença para o ultimo teste é que ao menos desta vez foi exibido uma mensagem de erro, ao contrario do ultimo teste onde nem sequer o instalador pode ser iniciado, não reportando nenhuma mensagem.

Desta vez o Windows Live Messenger emitiu mensagem de erro ao tentar instalar o mesmo no ReactOS.

Continue lendo

Executando programas portáteis (portable) no ReactOS

Com o aumento da capacidade de armazenamento de dados nos pen-drives e cartões de memoria flash, muitos usuários passaram a utilizar estes dispositivos para poder levar seus arquivos para qualquer lugar, seja para utiliza-los no trabalho ou na faculdade, por exemplo. Sendo os pen-drives mais leves e baratos que um notebook, muito usuários passaram a instalar programas em seus dispositivos de armazenamento. De inicio nem todos os programas funcionavam se fossem instalados diretamente nos pen-drives e a razão para isso era porque muitos programas para Windows gravavam dados no registro do sistema e quando instalados nestes dispositivos só funcionavam no computador que havia sido usado para fazer a instalação. Estas limitações iniciais foram a origem para a criação ou adaptação de diversos programas para Windows chamados de portable (portáteis), que não precisam ser instalados e por conseqüência não gravam dados ou chaves no registro do sistema operacional. Continue lendo

Teste de instalação dos Messengers mais populares no ReactOS 0.3.4

Apesar de ainda não ter testado o ReactOS com relação a compatibilidade de modems dial-up (para conexão discada), modems ADSL (o ReactOS ainda não reconhece placas de rede), conexões GPRS/EDGE (da rede celular), é possível navegar na Internet com o sistema quando emulamos o mesmo em maquina Virtual VMWare (não lembro mais se o mesmo também é possível em maquina QEMU). Por isso achei que testar a compatibilidade do ReactOS quanto a instalação dos mensageiros instantâneos mais populares era viável, como informação.

Os mensageiros escolhidos para o teste foram, na ordem de popularidade: Windows Live Messenger 8.5, Skype 3.8, ICQ 6.0, Yahoo Messenger 8.1 e GTalk. A título de curiosidade testei também a instalação do NimBuzz, um cliente que conecta em todas as redes (inclusive na rede Skype, pouco comum) e que tem versões para computador e celular prometendo revolucionar a forma como usamos mensageiros instantâneos, além de duas opções de código aberto, o aMSN que é um clone do MSN e muito usado pela turma do Linux e o Pidgin, um cliente multi-plataforma como o NimBuzz e que uso em meu Pen-Drive. Continue lendo