Testes sobre a parte de redes do ReactOS 0.3.9


Esse artigo é o primeiro de muitos que estarei publicando para o blog ReactOS Brasil, nesse realizei testes na nova versão do ReactOS 0.3.9, sobre as funcionalidades de rede.

Testes com o Ping

Primeiro, realizei testes com o famoso comando “ping”, muito usado para saber se um determinado host está respondendo ou não, também usado para saber se a conexão de rede está funcionando ou inoperante. Nesse caso realizei testes, inclusive a opção –t (que envia pings infinitamente, ou até que se cancele com control+c), funcionando perfeitamente, como no Windows ou Linux.

Resultado do comando Ping.

Resultado do comando Ping –t.

Teste com o Telnet

O cliente de Telnet do ReactOS funciona perfeitamente, não noticiei bugs ou qualquer outro erro. Ao contrário das outras versões, o qual o cliente era lento e instável, nesse ele apresenta funcionamento e velocidade ótimas, idêntico ao do Windows e Linux.

Testes com o cliente Telnet, nesse exemplo usei o Telnet para conectar a um switch.

Testes com o Trace Route

O trace route é muito usado para saber qual o caminho feito para se chegar a um determinado host, por quais redes e roteadores o pacote IP viaja. Igual ao Windows, no ReactOS o comando é o mesmo: tracert. Aparenta funcionamento normal, não consegui rodar mais testes pois estou rodando o ReactOS em uma máquina virtual com a sua interface de rede em NAT.

Trace de um host, nesse caso http://www.uol.com.br.

Configurações de Rede do ReactOS

Nessa versão, a parte de configurações de rede foi melhorada, inclusive com muito mais janelas no mesmo padrão Windows. Agora é possível determinar um IP fixo, Máscara, Gateway, DNS, além de deixar para receber as configurações via DHCP e saber quais as mesmas estão em uso. O único porém, talvez eu esteja sendo um pouco exigente, é o suporte para apenas ao protocolo TCP/IP, com a opção de instalar outros protocolos e serviços desabilitado. Também contamos agora com um ícone de rede ao lado do relógio, mas a sua aparição ocorre muito depois do sistema ter carregado.

Detalhes das configurações IP.

Detalhe: somente um protocolo é suportado por enquanto, o TCP/IP.

Agora podemos definir nossos próprios endereços IP.

Conclusão

Nesta versão, o ReactOS tem o mínimo de funcionalidade de rede necessário para o dia-a-dia. Ainda resta suporte a outros protocolos e serviços de rede. Inclui-se em protocolos, suporte a IPv6 e IPX. Em serviços, o compartilhamento de arquivos e impressoras para redes Microsoft, funcionalidade que talvez seja feita via Samba. Também é necessário incluir programas como o dnsloockup entre outros. Para testes de redes e conexões telnet a outros equipamentos, o ReactOS está preparado para isso!

Anúncios

3 thoughts on “Testes sobre a parte de redes do ReactOS 0.3.9

  1. Nao seria suporte a IPV4 que tem como protocolos de camada de transporte o TCP e o UDP?

  2. Respondendo a todos, sim. Para sanar a questão, instalei o Firefox 2 e o pacote de plugins CCCP, com isso abri a pagina do Terra Vídeos e consegui fazer visualizar vários streamings (sem som). Como os vídeos em streaming, sao enviados para o seu computador via um fluxo de pacotes UDP, com toda certeza o ReactOS 0.3.9, tem suporte tanto a TCP quando a UDP.O ReactOS copiou a nomenclatura do mesmo protocolo do Windows! Deveria se chamar “Suporte ao procolo IPV4” ou algo assim, como citou o Nojeto. Abraços!

Comentários encerrados.