Como instalar o ReactOS – Parte I – Emulando o ReactOS no Qemu


Desde outubro de 2007 escrevo sobre o ReactOS neste blog que dediquei ao sistema, mas apesar dos inúmeros artigos já publicados, ainda não havia escrito nenhum sobre como instalar o ReactOS. Este artigo é voltado para iniciantes que desejem instalar o sistema e testá-lo em seu computador. Como há várias maneiras de se testar o ReactOS, seja instalando em computadores, rodando um CD sem instalar e emulando o sistema em máquinas virtuais, procurarei falar de todas elas.

Primeiramente falarei sobre como utilizar emuladores como o Qemu e o VMware, que possuem imagens pré-configuradas do ReactOS disponibilizadas pelos desenvolvedores do sistema no site oficial do projeto; para baixar as imagens, clique aqui e selecione a imagem com o Qemu ou VMWare.

É importante saber que emuladores são em sua maioria programas que permitem rodar outros sistemas. Por exemplo há emuladores que permitem rodar jogos de consoles como PlayStation e Nintendo no Windows. Tanto o Qemu quanto o VMware possuem versões tanto para Windows quanto para Linux e permitem rodar diversos outros sistemas operacionais juntamente com o sistema instalado em seu computador.

Supondo que a maioria dos leitores do blog ReactOS Brasil são usuários de Windows, e que por isso mantém interesse no desenvolvimento do ReactOS, as instalações do Qemu e do VMWare serão feitas no Windows XP, mas os mesmo podem ser instalados em diversos outros sistemas – consulte o site dos desenvolvedores para saber mais.

Qemu

O Qemu é um programa relativamente recente desenvolvido por um programador que publica o mesmo sobre a licença de código aberto GPL (saiba mais aqui). O Qemu permite emular um sistema operacional completo, seja ele Linux, Windows ou outros como FreeBSD e Solaris, por exemplo.

No caso da imagem do ReactOS para máquina virtual Qemu disponibilizada no site oficial do projeto, o emulador já vem integrado à imagem, bastando apenas baixar o arquivo compactado, extraí-lo e clicar duas vezes no arquivo ‘boot.bat’ (ou somente ‘boot’ se o seu Windows estiver configurado para não mostrar as extensões dos arquivos conhecidos). Mais fácil impossível :-). Após clicar duas vezes no ‘boot.bat’ uma janela do prompt do DOS ficará aberta e a imagem do ReactOS rodará diretamente do Qemu. Ao clicar dentro da janela você já tem controle do ReactOS dentro do Qemu. Para sair do ReactOS e voltar para o Windows, basta pressionar as teclas ‘Ctrl+Alt’ ao mesmo tempo.

ReactOS 0.3.4 em máquina virtual Qemu.

Após baixar e descompactar o arquivo ZIP em uma pasta, clique duas vezes no arquivo ‘boot.bat’ como na imagem.

ReactOS 0.3.4 em máquina virtual Qemu.

Na imagem acima e após clicarmos no arquivo ‘boot.bat’ duas vezes, é aberto o DOS e a máquina virtual Qemu é inicializada.

ReactOS 0.3.4 em máquina virtual Qemu.

ReactOS 0.3.4 rodando em máquina virtual Qemu pré-configurada.

Para instalar programas na imagem do ReactOS no Qemu, seria necessário o sistema reconhecer ao menos o drive de CD físico do computador, o que não ocorreu. No VMWare consigo simular um CD virtual usando um arquivo ISO, mas ainda não consegui repetir o feito no Qemu.

Conclusão

A título de curiosidade e para aqueles que não querem muitas complicações para apenas conhecer o ReactOS, vale a pena baixar a imagem do sistema feito na máquina virtual Qemu. Comparativamente à imagem do VMWare, que uso regularmente para testes para o blog, o Qemu me pareceu um pouco mais pesado apesar de inicializar bem mais rápido. O teste com a maquina Qemu foi feito em meu notebook que possui processador Celeron de 1.5 GHZ e 768MB de memória, sendo que em qualquer computador próximo a isso acredito seja possível rodar a imagem virtual com desempenho aceitável.

Observação

No próximo artigo da série falarei sobre como rodar o ReactOS em máquina virtual VMWare.

Anúncios